segunda-feira, 28 de julho de 2014

Imagem da semana



Pois é... o Nefertari e os Livros está a partir de hoje oficialmente de férias :)

E este ano vou  relaxar o mais possível, que estou mesmo a precisar, pelo que irei estar quase incontactável nas próximas duas semanas. Assim o blogue faz uma pausa e regressa em pleno no dia 11 de Agosto.

Quanto aos assuntos que ficam pendentes, o Aconteceu a... recomeçará dia 11 a partir do ponto onde ficámos e o passatempo do Homem dos Autógrafos terminará no dia 31 de Julho como previsto, só têm de aguardar um pouco mais pelos resultados.

Até breve :)

domingo, 27 de julho de 2014

sábado, 26 de julho de 2014

Sugestão de Leitura - Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro de Katherine Anne Porter

Titulo: Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro
Autor: Katherine Anne Porter
Titulo Original: Pale Horse, Pale Rider
Ano da edição original: 1939

Editora: Antígona
Lançamento: 1 de Julho de 2014
Páginas: 252
ISBN: 9789726082521

Sinopse: «Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro» (1939) é uma reflexão profunda sobre a natureza humana e a futilidade da guerra. Reúne três novelas essenciais na obra de Katherine Anne Porter: «Velha Mortalidade», «O Vinho do Meio-Dia» e o conto que dá nome a este tríptico, tido pela obra-prima da autora. Estudo magistral sobre o mal, «O Vinho do Meio-Dia» é uma história de ganância e crime numa quinta do Sul do Texas, inspirada na paisagem de infância da autora. Em «Velha Mortalidade» e em «Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro», enredam-se a infância, dominada pela enigmática figura da tia Amy e por histórias de família, e a vida adulta da heroína Miranda, alter ego da autora. Num brilhante exercício de escrita, «Cavalo Pálido, Pálido Cavaleiro» revela a mente febril de Miranda, os seus delírios e memórias estilhaçadas, quando, vítima da gripe espanhola, está à beira da morte.


Criticas: 

--


Aconteceu a... 26 de Julho














Dia 1 - Homem


As regras e a forma de participar podem ser consultadas aqui.


Aconteceu a... 23 de Julho














Eudora Welty

Eudora Alice Welty, nasceu a 13 de Abril de 1909 em Jackson, Mississippi, EUA e morreu aos 92 anos a 23 de Julho de 2001, no mesmo local.

Foi a primogénita dos 3 filhos do executivo Christian Webb Welty e da professora Mary Chestina Andrews. Herdou da mãe o gosto pela leitura e do pai pela fotografia e pela mecânica.

Formou-se em Literatura pela University of Wisconsin e em Publicidade pela Columbia University. Após a morte do pai em 1931, trabalhou numa rádio e num jornal locais. Em 1935 consegue trabalho com publicitária e 4 anos mais tarde dedicou-se à escrita a tempo inteiro.

Nunca casou mas manteve dois longos relacionamentos com os escritores John Robinson e Ross MacDonald.

A vencedora deste desafio foi a Diana Ponte que ao acertar à 3ª pista ganha 5 pontos.


Vencedores
Desafios
Total
Ana Catarina Salvado
01/07(5)
07/07(5)
10
Silvana
04/07(5)

5
daniela
10/07(4)
18/07(7)
11
Bela
14/07(4)
19/07(4)
8
Diana Ponte
23/07(5)

5


Campanhas Wook




sexta-feira, 25 de julho de 2014

Aconteceu a... 23 de Julho














Dia 1 - Mulher
Dia 2 - Morta
Dia 3 - País em que nasceu - EUA


As regras e a forma de participar podem ser consultadas aqui.


quinta-feira, 24 de julho de 2014

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Aconteceu a... 23 de Julho














Dia 1 - Mulher


As regras e a forma de participar podem ser consultadas aqui.



Cantinho do Poeta


Não queria mesmo repetir autores consagrados nesta rubrica, pelo menos para já enquanto ainda existem tantos que não citei. Mas hoje vou abrir uma exceção, não só porque este é um dos meus poetas preferidos, mas também porque o poema me pareceu particularmente apropriado ao meu estado de espírito atual.








Cansaço

O que há em mim é sobretudo cansaço —
Não disto nem daquilo,
Nem sequer de tudo ou de nada:
Cansaço assim mesmo, ele mesmo,
Cansaço.

A subtileza das sensações inúteis,
As paixões violentas por coisa nenhuma,
Os amores intensos por o suposto em alguém,
Essas coisas todas —
Essas e o que falta nelas eternamente —;
Tudo isso faz um cansaço,
Este cansaço,
Cansaço.

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada —
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

E o resultado?
Para eles a vida vivida ou sonhada,
Para eles o sonho sonhado ou vivido,
Para eles a média entre tudo e nada, isto é, isto...
Para mim só um grande, um profundo,
E, ah com que felicidade infecundo, cansaço,
Um supremíssimo cansaço,
Íssimno, íssimo, íssimo,
Cansaço...

Álvaro de Campos, em "Poemas"


Campanhas Wook




Aconteceu a... 19 de Julho














Laurent Binet

Laurent Binet nasceu a  19 de Julho de 1972 em Paris, França pelo que completou no passado sábado 42 anos.

Filho de um historiador, Laurent é formado em Literatura pela Universidade de Paris e professor de Francês na Université Vincennes-Saint-Denis.

Cumpriu o serviço militar na Eslováquia e durante alguns anos dividiu o seu tempo entre Paris e Praga.

Ganhou o Prix Goncourt du Premier Roman de 2010 com o seu livro HHhH - Operação Antropóide.




Parabéns ao autor e à Bela que ao responder acertadamente à 4ª pista recebe mais 4 pontos...

Vencedores
Desafios
Total
Ana Catarina Salvado
01/07(5)
07/07(5)
10
Silvana
04/07(5)

5
daniela
10/07(4)
18/07(7)
11
Bela
14/07(4)
19/07(4)
8


terça-feira, 22 de julho de 2014

Aconteceu a... 19 de Julho














Este é mais um autor que ainda não mora nas minhas prateleiras, pelo que mais uma vez a primeira frase fica na língua original...

Dia 1 - Homem
Dia 2 - Vivo
Dia 3 - País em que nasceu - França
Dia 4 - Primeira frase de um livro ou citação do autor - "Gabcik, c’est son nom, est un personnage qui a vraiment existé."


As regras e a forma de participar podem ser consultadas aqui.


Sem Tradução

Titulo: How Late It Was, How Late
Autor: James Kelman
Origem: Escócia
Ano da edição original: 1994
Editora: Secker and Warburg
Páginas: 384
Língua original: Inglês
ISBN: 0-7493-9883-3

Sinopse: One Sunday morning in Glasgow, shoplifting ex-con Sammy awakens in an alley, wearing another man's shoes and trying to remember his two-day drinking binge. He gets in a scrap with some soldiers and revives in a jail cell, badly beaten and, he slowly discovers, completely blind. And things get worse: his girlfriend disappears, the police question him for a crime they won't name, and his stab at disability compensation embroils him in the Kafkaesque red tape of the welfare bureaucracy. Told in the utterly uncensored language of the Scottish working class, this is a dark and subtly political parable of struggle and survival, rich with irony and black humor.

O autor e a obra: James Kelman é um escritor escocês de 68 anos. Tem mais de 20 livros editados entre os quais 8 romances, vários de contos, teatro e ensaios políticos. Que eu tenha conhecimento nenhum dos seus livros se encontra editado em Portugal. Este How Late It Was, How Late ganhou o Man Booker Prize for Fiction em 1994 e foi finalista do International IMPAC Dublin Literary Award.


Novidades Presença

A Sorte que Move o Destino
Matthew Quick
Coleção: Grandes Narrativas
Sinopse: Durante 38 anos, Bartholomew Neil viveu com a mãe e para a mãe... até ao momento em que ela adoece gravemente e morre. Sem saber como irá continuar a viver sem ela, começa a procurar um novo rumo para a sua vida, e a primeira pista que lhe aparece surge justamente numa das gavetas da mãe - uma carta assinada por Richard Gere, o próprio.
Acreditando piamente que o famoso ator está destinado a ajudá-lo, Bartholomew escreve-lhe uma série de cartas contando-lhe todos os pormenores da sua vida. E é assim que, na companhia de um grupo de amigos e do espírito de Gere, Bartholomew viaja até ao Canadá, numa demanda que se revelará pródiga em surpresas…
Com humor e sabedoria de vida, A Sorte Que Move o Destino, o novo romance do autor de Guia Para um Final Feliz, fala-nos da vontade sincera de um homem inadaptado de construir o seu próprio projeto de vida.
A Mulher Perfeita é uma Cabra!
Anne-Sophie Girard / Marie-Aldine Girard
Coleção: Diversos
Sinopse: A Mulher Perfeita é uma Cabra! é um guia destinado a mulheres «normais», que possam sofrer de fraca autoestima face àquelas que a sociedade considera «perfeitas». Graças a um imbatível sentido de humor, este livro tem feito uma inacreditável carreira, beneficiando sobretudo de simples recomendações trocadas entre amigas. Mulheres de todas as idades reveem-se neste livro graças às referências a várias épocas desde os anos 80 e 90 até ao presente.
As autoras, duas gémeas, desmontam os mitos que foram criados à volta de mulheres famosas e decidem intervir em favor das que se culpabilizam por terem o verniz estalado nas unhas ou por ganharem uns quilitos a mais. A leitora encontrará aqui uma diversidade de propostas interessantes como listas para preencher, cupões de veto para certas situações, conselhos para escolher a fotografia do Facebook ou, ainda, listas das coisas horríveis que as mulheres «perfeitas» costumam fazer às mulheres «normais».
Despretensioso, mas notável a todos os títulos, A Mulher Perfeita É Uma Cabra fará rir as leitoras com o objetivo de as desculpabilizar e descontrair para que gostem de si tal como são!
O Velho e o Mato
Sérgio Veiga
Coleção: Marcador Literatura
Sinopse: Sérgio Veiga descreve com mestria o mar, as florestas e planícies, a caça e a morte, a solidão da savana e o cheiro da terra. De tal forma nos envolve nesta sua magia que são as letras, que passado pouco tempo sentimos que com Hermenegildo estamos a viver esta aventura. Uma aventura de retorno às origens, no fim da vida, depois da morte do seu verdadeiro amor e melhor amiga. Uma aventura de vida e morte, na busca de si mesmo, do seu espírito caçador, da sua alma de homem do mato.
O Velho e o Mato é uma lufada de ar fresco na literatura africana, que nos transporta a um Moçambique cheio de vida e de cor!




O Deserto dos Tártaros
Dino Buzzati
Coleção: Marcador Literatura
Sinopse: O Deserto dos Tártaros é unanimemente considerado o melhor romance de Dino Buzzati e uma das obras-primas do século XX. É a história poderosa e algo irónica de uma Companhia num posto militar fronteiriço, preparada e na expectativa de enfrentar um inimigo que nunca chega, mas incapaz de avançar ou recuar.
Esta obra baseia-se na experiência vivida por Dino Buzzati quando serviu no exército, antes da Segunda Guerra Mundial. O livro vive das ressonâncias que o ligam com alguns dos problemas mais profundos da existência: a segurança como valor contraposto à liberdade, a resignação progressiva perante as oportunidades de realização na vida e a frustração das expectativas de concretizar feitos excecionais que mudem o sentido da existência.
O Deserto dos Tártaros é um livro excepcional!

Do Deserto ao Oásis
Cristina Candeias
Coleção: Marcador Espiritualidade
Sinopse: «Este livro fala de pessoas. Tudo o que nele é abordado faz parte das principais preocupações do ser humano. A busca, a perda, a autoestima, as prioridades e, sempre, em primeiro lugar, o Amor.»
Do Deserto Ao Oásis pretende ajudar o leitor a atravessar os desertos da vida para encontrar o oásis e a felicidade plena. A evolução dos seres humanos depende da harmonia pessoal, e o pior inimigo somos nós. Devemos encarar a vida na Terra como uma escola. É necessário refletir sobre quem somos e o que podemos vir a ser, aceitando os nossos processos de mudança, para nos sentirmos livres e felizes.
Cristina Candeias aborda temas como o mapa astral, o karma, a reencarnação, a influência dos planetas, as características dos signos, entre outros, de uma forma simples e esclarecedora. Ao mesmo tempo dá-nos a chave para um relacionamento de sucesso e diz-nos quais os comportamentos que devemos evitar para não destruir uma relação.
Na Terra da Rainha
Paula Pimenta
Coleção: A Minha Vida é um Filme
Sinopse: Quando Fani embarcou no avião para fazer um ano de intercâmbio em Inglaterra, levava na mala inúmeras expectativas mas também já sentia imensas saudades. Longe de Leo, o grande amor, descobriu que o seu filme romântico rapidamente poderia vir a transformar-se num drama. Mas Fani já não é a adolescente frágil e insegura que deixou Belo Horizonte.
Num cenário onde tudo é tão diferente, Fani aprenderá a conhecer-se melhor, fará amizades que irão ficar no seu coração para sempre e viverá uma montanha-russa de emoções fortes. Mas a melhor cena do seu filme talvez esteja reservada para o final…
Na Terra da Rainha é a emocionante continuação de a A Estreia!



Odd e os Gigantes de Gelo
Neil Gaiman
Coleção: Estrela do Mar
Sinopse: Há muitos anos, numa antiga aldeia viquingue da Noruega, vivia um rapaz chamado Odd. Até ao momento em que esta história começa, Odd não era muito afortunado. O seu pai tinha morrido e a mãe voltou a casar com outro homem que já tinha sete filhos. Depois de um acidente em que uma árvore quase lhe esmagou uma perna, Odd passou a andar apoiado numa muleta. Tudo se tornou ainda mais difícil naquele ano, porque o inverno parecia não ter fim e os aldeãos andavam perigosamente irritáveis.
Foi então que Odd decidiu fugir de casa. Deslocando-se com dificuldade, dirigiu-se para a floresta e instalou-se numa cabana que o pai ali construíra. Mas a sorte de Odd estava prestes a mudar de uma maneira que ele nunca poderia ter imaginado quando encontrou aqueles estranhos animais, o urso, a águia e a raposa…
Uma história mágica do autor de Coraline e a Porta Secreta e que é considerado um dos mais notáveis autores do género fantástico.
Os Anos Complicados de Adrian Mole
Sue Townsend
Coleção: Diversos
Sinopse: «Quinta-feira, 3 de janeiro
Tenho problemas horríveis com a minha vida sexual. No fundo, resume-se tudo ao facto de não ter vida sexual. Pelo menos com outra pessoa.»
Por muito que se esforce, Adrian Mole continua a não conseguir que a sua vida seja um mar de rosas. Neste momento encontramo-lo na situação muito pouco invejável de viver com o amor da sua vida, Pandora, e também com o marido e o amante dela. Como se isso não fosse já tortura suficiente, as respostas ao seu romance épico, Olhai! As Colinas Planas da Minha Pátria, não têm sido tão entusiásticas quanto esperado…Mas Adrian está prestes a descobrir que, mesmo nestes momentos conturbados, muitas coisas boas podem acontecer…



Mais detalhes sobre estas e outras novidades aqui.


segunda-feira, 21 de julho de 2014

domingo, 20 de julho de 2014

sábado, 19 de julho de 2014

Sugestão de Leitura - Alguma esperança & Leite materno de Edward St Aubyn

Titulo: Alguma esperança & Leite materno
Autor: Edward St Aubyn
Titulo Original: Some Hope & Mother's Milk
Ano da edição original: 1994 e 2005

Editora: Sextante
Lançamento: Junho de 2014
Páginas: 360
ISBN: 9789720071811

Sinopse: «Se tens um talento, usa-o. Ou serás infeliz o resto da tua vida.» Em "Alguma Esperança", o 3.º romance do quinteto em torno da vida de Patrick Melrose, este começa a deslindar, refletindo sobre o inesperado conselho que o pai em tempos lhe dera, o carácter do homem que por pouco não lhe destruiu a vida. Entretanto, é o convidado relutante e crítico de uma festa que reúne a flor da aristocracia britânica, a nata dos arrivistas e a acerba princesa Margarida. Em "Leite Materno", Patrick regressa, talvez pela última vez, à casa da família no Sul de França para passar o verão. A mãe, Eleanor, um destroço físico e mental, deixa-se manipular por um burlão New Age. Mary, a mulher, suspeita que Patrick esteja a ter um caso extraconjugal. E Patrick, melancólico e encurralado, vive no medo de passar aos filhos os seus traumas latentes, ao mesmo tempo entrevendo neles uma promessa de futuro.

Criticas: 

Miguel Esteves Cardoso - «Leite materno é uma obra-prima.»



Aconteceu a... 19 de Julho














Dia 1 - Homem


As regras e a forma de participar podem ser consultadas aqui.


Aconteceu a... 18 de Julho














Jane Austen

Jane Austen, nasceu a 16 de Dezembro de 1775 em Steventon, Hampshire, Inglaterra e morreu aos 41 anos a 18 de Julho de 1817 em Winchester, Inglaterra, vitima de Doença de Addison.

Foi a sétima dos oito filhos do reverendo George Austen, e de sua esposa Cassandra Leigh.

Entre 1795 e 1799 redigiu as primeiras versões dos seus romances Sense and Sensibility, Pride and Prejudice e Northanger Abbey com os nomes Elinor and Marianne, First Impressions e Susan.  Em 1797, seu pai quis publicar Orgulho e Preconceito, mas o editor recusou. Só em 1811 veria o seu primeiro livro publicado (Sense and Sensibility) e mesmo assim de forma anónima.

Apesar de muita especulação, não há provas de que Jane tenha tido algum relacionamento amoroso, para além de um breve amor juvenil com Thomas Lefroy.

Encontra-se enterrada na Catedral de Winchester.



A vencedora deste desafio foi a daniela que acertou logo à 1ª pista e consegue assim 7 pontos.

Vencedores
Desafios
Total
Ana Catarina Salvado
01/07(5)
07/07(5)
10
Silvana
04/07(5)

5
daniela
10/07(4)
18/07(7)
11
Bela
14/07(4)

4


Novidades Topseller



INVISÍVEL. Decore este título, pois ele vai persegui-lo até final de agosto! Trata-se do novo thriller de James Patterson, o autor mais bem-sucedido da última década com mais de 300 milhões de livros vendidos.

De Norte a Sul do país, se alguém lhe oferecer um mini livro para ler na praia, ou durante os festivais de verão, isso é… Invisível. E, se der por si a olhar para as paredes, ou a pisar a frase “#OLIVRODOVERÃO”, isso é… Invisível!*

*Nota: Todos os materiais utilizados na campanha são 100% produzidos com materiais ecológicos e biodegradáveis. Nenhum passeio ou parede sairão maltratados.

É então com uma forte campanha de marketing, ainda com muitas surpresas online e offline a anunciar, que chega às livrarias Invisível (Topseller I 352 pp I 17,49€), um intenso policial sobre um serial killer imparável e que atua... sem deixar rasto. A Topseller disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.


Sem deixar rasto. Sem qualquer motivo. Um serial killer imparável. Uma revelação desconcertante.

Emma está obcecada com a investigação de uma série de incêndios que provocou a morte de pessoas e que à primeira vista parecem não ter qualquer ligação entre si. Todos dizem que foram acidentais, mas Emma insiste que foram provocados por um único serial killer. Mas há algo mais, e muito pessoal, que move Emma: uma das vítimas era sua irmã. Irmã gémea.

Nem mesmo o seu ex-namorado, um antigo agente do FBI, consegue acreditar que dezenas de incêndios, raptos, mutilações e assassínios estejam todos relacionados. Mas Emma vai encontrar uma peça-chave que os ligará a todos.

Novos crimes surgem a cada dia e todos parecem inexplicáveis. Sem motivos, sem armas do crime e sem suspeitos. E Emma não vai descansar enquanto não encontrar o assassino. Ou irá o assassino encontrá-la a ela primeiro? Pode realmente uma única pessoa ser responsável por estes crimes impensáveis?



Invisível, o mais recente livro de James Patterson, entrou diretamente para o top vendas nos EUA, como é, aliás, habitual. James Patterson já criou mais personagens inesquecíveis do que qualquer outro escritor da atualidade. É o autor dos policiais Alex Cross, os mais populares dos últimos vinte e cinco anos, dentro do género.

Entre os seus maiores bestsellers estão também as coleções Private: Agência Internacional de Investigação, The Women’s Murder Club (O Clube das Investigadoras) e Michael Bennett. Patterson é o autor que teve mais livros até hoje no topo da lista de bestsellers do New York Times, segundo o Guinness World Records. Desde que o seu primeiro romance venceu o Edgar Award, em 1977, os seus livros já venderam mais de 300 milhões de exemplares.

Em Portugal, James Patterson é publicado pela Topseller (Alex Cross, Private, NYPD Red, Confissões, Maximum Ride e romances) e pela Booksmile (séries juvenis Escola e Eu Cómico).


David Ellis é um advogado de Chicago e autor de nove romances, incluindo Line of Vision, com o qual conquistou o Edgar Award para Melhor Romance de Estreia de um Autor Americano, e The Hidden Man, que em 2009 lhe valeu uma nomeação para o Los Angeles Times Book Prize.

Novidades Nascente



«Esta história encorajadora sobre a descoberta do amor e da esperança em situações inesperadas está repleta de lições de vida que farão as delícias de todos os apaixonados por animais.» - Publishers Weekly

«O título revela logo o final mas, como tudo na vida, o que importa é a viagem. Teresa e Seamus a combaterem as suas doenças, dando amor um ao outro e o encanto que faz a vida valer a pena.» - Cesar Milan, o Encantador de Cães



Nem todas as histórias de batalhas contra o cancro têm, infelizmente, um final feliz. Mas basta uma para que a esperança num amanhã melhor encha os corações de felicidade.
Pois a história de O Meu Cão Sobreviveu (e Eu Também), já à venda em todo o país, (Nascente I 320 pp I 17,69€), conta-nos dois finais felizes, o de Teresa J. Rhyne e do seu fiel amigo Seamus. Esta é uma história real e comovente da luta de um cão e de uma mulher contra o cancro, e do amor que os uniu.

A Nascente disponibiliza os primeiros capítulos para leitura imediata, aqui.

Teresa J. Rhyne está a tentar reestruturar a sua vida depois de dois casamentos fracassados e da morte dos seus cães — muda de casa, tem um namorado novo e adota um cachorrinho. E, como qualquer cãozinho, Seamus é desastrado, barulhento e travesso.

Pouco tempo depois de ter adotado o incorrigível Seamus, Teresa descobre que ele tem um tumor maligno e menos de um ano de vida. O diagnóstico deixa-a devastada, mas decide lutar e aprender tudo o que está ao seu alcance sobre o melhor tratamento para o seu cão. O período que se seguiu foi desolador, mas Seamus sobreviveu.
O que Teresa não podia adivinhar é que se estava a preparar para o próximo grande obstáculo da sua vida: um diagnóstico de cancro da mama. Começa então a sua própria batalha: os tratamentos, os efeitos secundários, a depressão. Mas Seamus não deixou que ela desistisse.

A história de Seamus e de Teresa é uma lição de vida, recheada de momentos hilariantes e travessuras que só um cachorrinho poderia protagonizar… E com um final feliz e inspirador.


A AUTORA

Chamo-me Teresa J. Rhyne e sou advogada, escritora, sobrevivente de cancro, defensora dos animais, vegan, aficionada de vinhos, amante de livros, viciada em café, e, graças aos meus beagles sempre felizes, uma otimista relutante. O Chris e eu ainda estamos juntos, felizes e saudáveis, mas não casámos. Para quê mexer na perfeição? Continuamos a viver na Califórnia e comemorámos 10 anos de vida em comum no dia 12 de junho de 2014.


O nosso muito amado, e diabolicamente charmoso, Seamus faleceu no dia 19 de março de 2013. Ficámos devastados mas encontrámos algum consolo no facto de a sua história enternecedora ter viajado pelo mundo fora e estar já traduzida em várias línguas. O seu legado continua vivo e tem vindo a ajudar e a inspirar leitores por toda a parte.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Recomendo

2666 - www.wook.pt

1Q84 - www.wook.pt

Wolf Hall - www.wook.pt

Na whislist


O Revisor - www.wook.pt

A Escriba - www.wook.pt